terça-feira, 11 de junho de 2013

Efemeridade

Tudo na vida é efêmero...

O quente torna-se frio.

A palavra torna-se silêncio.

O riso torna-se lágrima.

O dia torna-se noite.

O hoje torna-se ontem.

A própria vida, em si mesma, é efêmera.

Algumas vezes, se esvanece lentamente.

E outras tantas, simplesmente vai embora, sem deixar sequer um bilhete...

2 comentários:

B. disse...

Engraçado, acho que um dos assuntos que mais me intriga, é o tempo. E junto com ele, vem essa tal efemeridade que você citou. Realmente, tudo é efêmero, e mesmo em tempos antigos, onde falávamos tanto em eternidade, ela não conseguia nos abrangir.

Bruno Mello Souza disse...

Verdade, B.

A mim esse assunto intriga, fascina e melancoliza.

Muito obrigado pela participação.

Beijo.