sexta-feira, 29 de março de 2013

A política e a vida

Ei, você aí, na frente do seu computador!

Você mesmo!

Não olhe para o lado, não finja que não é com você.

É com você que estou falando, sim.

Com você que enche a boca para dizer que a política não presta para nada.

Com você que canta aos quatro ventos que não se envolve com a política e quer distância dela.

Vou dar uma notícia que talvez lhe choque.

Mas, por mais que você deteste a política, a sua vida está cheia dela, em praticamente todos os momentos.

Ela está presente no pão que você come pela manhã.

Ela está presente no assédio do seu chefe no ambiente de trabalho.

Ela está presente no arroz, no feijão e no bife que você come no almoço.

Ela está presente no colégio do seu filho.

Ela está presente na espera de uma consulta no hospital.

Ela está presente no seu receio de ficar até um pouco mais tarde na rua, por não saber como e se você vai voltar para casa.

Ela está presente em cada um dos 305 centavos que você paga para ser transportado feito um animal no ônibus lotado.

Gostando ou não, a política permeia toda a sua vida.

E você tem todo o direito e toda a liberdade para conhecê-la melhor, buscar informações, instrumentalizar-se contra a "corja" que você tanto despreza, ou não.

Você pode manter-se distante e apático, ou sair da bolha em que vive, colocar os pés no chão e se dar conta de que o que é público é de todos, e, portanto, é seu também.

Apenas lembre-se, independentemente daquilo que decidir, de que a política jamais deixará de existir e impactar sobre cada minuto do seu dia.

E que, optar por não ter um lado, é ter um lado, mesmo que involuntariamente; e que não ter interesse pela política é uma opção que serve a interesses políticos.

Interesses estes que, muito provavelmente, não são os seus.

Nenhum comentário: