sábado, 9 de março de 2013

A família e a margarina

A família está reunida no café da manhã de domingo:

Pai: - Bom dia, amor! Que dia lindo!
Mãe: - Bom dia, amor! É um dia lindo, mesmo! Lindo como a vida! Que felicidade!
Pai e mãe, juntos: - Bom dia, filho!
Filho: - Bom dia, papai e mamãe!
Pai: - Amor, me passa a margarina?
Mãe: - Claro, meu bem! Tá aqui!
Pai: - Obrigado, amor!
Mãe: - De nada, querido!
Pai: - Er... Você comprou de novo essa margarina, amor?
Mãe: - Sim, meu bem!
Pai: - Mas eu detesto essa porcaria de margarina, querida!
Mãe: - Ah, deixa de ser imbecil, amor! Seu gosto é uma merda, meu bem!
Pai: - O seu gosto que é um lixo, amorzinho! Você puxou bem àquela jararaca da sua mãe, querida!
Mãe: - Pelo menos não sou prostituta que nem a sua mãe, meu amor! Ela dá mais do que chuchu na cerca, meu fofucho!
Pai: - Deve ser parecida com você, que ontem tava de papinho com o vizinho, querida! Só faltou esfregar na cara do coitado... Você tava louquinha pra dar pra ele, né, docinho?
Mãe: - Vai ver eu tava mesmo, querido! Faz tempo que isso que você tem no meio das pernas só presta pra enfeite, né, amor?
Pai: - Cale a boca, querida! Como é que vou sentir alguma atração se você virou esse bagaço, meu bem?
Filho: -Cheeeega! Cheeega! Eu odeio vocês, papai e mamãe queridos! Vou sair de casa!
Pai: - Volte aqui, filhinho! Se não, vou ter que socar os seus beiços, filhote!
Mãe: - Vem cá, vem cá! Volta aqui, ou eu transformo a sua vida num inferno, e vou ligar pros seus amiguinhos dizendo que te vi batendo bronha na cama ontem, meu pequeno! Eles vão rir muito da sua cara, meu príncipe! Volte já, ou vai acabar se lamentando por seu avô ter me proibido de fazer aquele aborto, docinho cremoso de coco!

Nenhum comentário: