sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Polícia da Etiqueta

Um transeunte é parado por um policial numa avenida movimentada:

- Parado aí, parado aí!
- O que foi, o que foi, seu policial?
- Eu sou da Polícia da Etiqueta e o senhor tem o direito de permanecer calado. Te flagrei com o dedo no nariz...
- Er... Não pude me conter... Estava coçando...
- Não interessa! Vou ter que te multar. 250 reais!
- Hein?
- Isso mesmo! Vai me desacatar?
- Não, não... Desculpe...
- Opa, opa! E esse zíper aberto aí?
- Er... Não tinha visto...
- Mais uma infração! 100 reais de multa!
- Ai, meu Deus...
- E... Que cheiro é esse?
- Desculpa, por favor, seu policial... Me deixe ir!
- Que cheiro é esse?
- Er... Me assustei quando o senhor me abordou... Acabei... Acabei me borrando...
- Você se borrou? Em público? 480 reais de multa! Quantas infrações simultâneas!
- Puta que pariu...
- O que você disse?
- Er... Eu disse... Er... Eu disse "trufa ninguém viu"... Er... Tem uma senhora que vende trufa aqui nessa rua... E há uma semana ela não aparece... Hehehe...
- Tem certeza?
- Tenho! Juro!
- Peraí, peraí, estão me chamando aqui! Ok, câmbio? O quê? Precisam de reforço? Tá bom! Vou pegar a viatura e já vou até aí! 
- O que houve?
- Você está com sorte hoje, meu rapaz... Vou te liberar por enquanto... Paga essas multinhas aí e estamos resolvidos... Estão pedindo reforço na Rua São Pedro e tenho que ir pra lá... Num restaurante...É um flagrante de um meliante comendo coxinha de galinha com as mãos e cortando alface com a faca. Some daqui, cidadão! Rápido!
- Tá bom, tá bom... Já vou indo... Er... Bom trabalho, viu?
- Ok, ok... E da próxima vez vê se presta atenção nesse zíper aí... 
- Certo... Prometo que isso não vai se repetir.

Nenhum comentário: