domingo, 26 de agosto de 2012

Gre-Nal de seis pontos

O Gre-Nal marcado para as 16 horas deste domingo, no Beira-Rio, tem todas as características do chamado "jogo de seis pontos".

Os dois times estão próximos na tabela, separados por apenas três pontos, três pontos estes que serão disputados logo mais.

Pelo lado do Inter, uma vitória representa terminar o turno empatado com o Grêmio, e manter-se com esperanças de título.

Para o Tricolor, um triunfo seria sinônimo de distanciamento do maior rival em seis pontos, e de um início de segundo turno absolutamente embalado.

O time do Grêmio está mais pronto que o do Inter.

Mas o Internacional não pode ser, de forma alguma, menosprezado.

Tem grandes jogadores, estará atuando em seus domínios, e, tenho certeza, estará totalmente focado e motivado pelo técnico Fernandão.

Mas nem só de motivação se faz um clássico.

A organização do ponto de vista tático será fundamental.

Em termos defensivos, o grande desafio do Colorado será o de encaixar a marcação em Elano e Zé Roberto.

Muito se fala dos bons atacantes gremistas, Kléber e Marcelo Moreno.

Mas o centro nevrálgico tricolor está nos seus dois meias.

É ali a fonte de sua criatividade e movimentação.

Se Guiñazu e Ygor neutralizarem os articuladores do Grêmio, meio caminho estará andado.

Faltará, daí, estabelecer a dinâmica da peça ofensiva.

Com Fred e Dátolo compondo o meio, a equipe colorada fica muito mais equilibrada do que com três volantes.

Muda um pouco o jeitão de jogar, passando de um 4-3-1-2 para um 4-2-2-2.

Mesmo que Fernandão coloque Fred como componente de um tripé de volantes, sua movimentação intensa, sim ou sim, estabelecerá um deslocamento de Dátolo mais para a esquerda quando o Colorado tiver a posse da bola.

Isso porque nem Fred é um volante típico, restrito a uma área do campo, nem Dátolo, tampouco, é um articulador nato, centralizador de jogadas.

Em suma: uma vitória colorada passará necessariamente pelo bom funcionamento de seu meio de campo.

Se o Inter conseguir, por meio de muita marcação e movimentação, controlar este setor, a bola chegará muito mais para Forlán e Damião.

E estes dois, atacantes diferenciados, tarimbados e decisivos, não perdoarão. 

Podem escrever.

Nenhum comentário: