quinta-feira, 12 de abril de 2012

À mesa

Éverton observava Suzana.

Gostava muito dela.

Entre uma e outra frase quebra-gelo, os dois trocavam olhares.

Ao fundo, uma música romântica.

Éverton estava com o coração na boca.

"Como agir?", perguntava a si mesmo.

Não hesitou.

Terminou de mastigá-lo.

Engoliu.

Pegou outro.

Passou na farofa.

E continuou a comer.

Nenhum comentário: