quarta-feira, 18 de abril de 2012

Aniversário da irmã

- Carla, meu amor, fim de semana tem o aniversário da sua irmã, né?
- Ué, Fábio! Que interesse é esse?
- Ora! Só tô perguntando pra nos programarmos...
- Isso tem que partir de mim! Não tô entendendo!
- Tá bom, desculpa...
- Você anda pensando nela? É isso?
- Não, amor! Claro que não! Nada a ver!
- Então por que falou do aniversário dela?
- Porque fim de semana é aniversário dela, ué!
- E ainda tem a cara de pau de dizer que não pensou nela?
- Não!
- Como se pensa no aniversário de uma pessoa sem pensar na pessoa? Hein? Hein?
- Ai, meu Deus! Que ciúme bobo!
- Ciúme bobo nada! Você é que tá tentando me fazer de boba, tendo fantasias com a minha irmã!
- Nossa... Que mente fértil!
- Quem tem de falar da sua mente fértil aqui é você!
- Ai, ai, ai... Desisto. E, quer saber? Nem vou ao aniversário da sua irmã.
- Mas que absurdo é esse? Tá implicando com a minha família agora? Minha irmã não é boa o suficiente pra merecer a sua presença no aniversário dela? 
- Não, ela é... Gosto dela... Mas quero evitar constrangimentos, se é o caso.
- Gosta dela? Evitar constrangimentos? Agora você deixou bem explícito, né? E a trouxa aqui sendo enganada o tempo todo! Bonito! Muito bonito! 
- Chega. Não vou mais discutir. Não dá.
- Aaaah, sim! Agora que se entregou tá com medo de falar mais sobre a traição, né? Muito conveniente! Vou ligar pra ela agora mesmo! E vou cortar relações!

Nenhum comentário: