segunda-feira, 12 de março de 2012

Entre San Juan e Mendoza

Pedro e Cláudia, conversando na lancheria:

- Pedro, ontem saí com o Jeremias.
- Aquele senhor de terceira idade de quem você tinha falado?
- Ah, não exagera também, né? Ele só tem 61 anos.
- É... Bem novinho... Mas, me conta... Como foi?
- Pois é... Er...
- Iiiih...
- É que não foi bem como eu esperava...
- O que aconteceu?
- Bom... Ele... Ficou entre San Juan e Mendoza...
- Hein? Como assim?
- Sabe... Ele não chegou ao ápice...
- Não "terminou o serviço"?
- Não! Se fosse isso, até não seria tão grave, não seria tão ruim assim...
- Continuo não entendendo...
- Ele... Ficou numa "situação intermediária", se é que você me entende...
- Ah! Ficou à meia bomba!
- Isso...
- Nossa...
- E ele quis "fazer" mesmo assim... Foi horrível... Era como ter uma panqueca "entrando ali".
- Uau... Isso é terrível... Perturbadora essa analogia...
- Nunca mais quero vê-lo! Foi traumatizante!
- Ah, tente compreendê-lo... Talvez ele estivesse de luto.
- De luto?
- Sim... Por isso ficou a meio mastro...
- Ah, muito, muito engraçado. Ha ha ha...
- Desculpa... Foi mais forte que eu... 

Nenhum comentário: