terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Teoria e prática

Cláudia e Tina conversam, enquanto bebem uma cerveja do lado de fora de um bar:

- Sabe, Tina, eu ando muito decepcionada com os homens.
- Nem me fala, Cláudia.
- Não sei o que acontece. Não existe mais romantismo, sensibilidade...
- Eles não estão nem aí. São superficiais. Nos olham como pedaços de carne no açougue.
- Além disso, não têm nada na cabeça. Só pensam em aparecer, em carros, enfim, em coisas fúteis.
- Tenho verdadeiro horror dessa gente. Só pensam no corpo. E cérebro, nada?
- Será que é tão difícil achar um cara legal?
- Pois é, amiga... Tem de existir!
- Ei, peraí, olha lá aquele cara no carro!
- Nossa! Olha aquele braço! Que corpo! E que carro! É um Mitsubishi?
- Acho que é!
- Que gostoso!
- Demais!
- Ô, lá em casa!
- Uhuuu! Gatinho! Olha pra cá! Delícia! Aumenta esse 50 Cent, aí!
 - Vem cá, lindo! A gente não morde! Só se você pedir! Eeeei! 
- Uhuuu! Larga essas piriguetes aí e vem pra cá! Uhuuu!  
- Uhuuu!
- Lá se foi ele...
- Que pena...
- Fiquei até com mais calor aqui!
- Nossa...
- Bem... Onde nós tínhamos parado o assunto, mesmo? 
- Ai... Não consigo nem me lembrar...
- Vamos pedir mais uma cerveja?
- Vamos, vamos...

Nenhum comentário: