quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Tarja preta

No consultório médico:

- Diga-me, meu rapaz, qual o seu problema?
- Doutor, é o seguinte: tenho sofrido muito de insônia. Não consigo dormir de jeito nenhum. São noites e noites em claro.
- E você já tentou tomar um suquinho de maracujá, ou algo assim?
- Doutor, já tentei de tudo. Já tomei suco de maracujá, água de melissa...
- Bom... Talvez tenhamos que partir para algo um pouco mais forte. Um tarja preta. Talvez um Lexotan...
- Já tentei também, doutor! Sei que é errado, mas pedi para um amigo que tinha receita... O desespero era grande.
- É, isso realmente é errado. Mas não vem ao caso agora. Temos é que resolver o seu problema. Então, nem o Lexotan adiantou? Nem um pouquinho?
- Não, doutor. Nadinha.
- Bom... Parece que o caso é sério, mesmo. Acho que precisaremos de uma medida mais drástica. Não é muito recomendável. Só faço isso em casos muito extremos. Vou te receitar algo mais pesado. Mas muito pesado mesmo.
- Isso, doutor! Preciso resolver esse problema. E logo! Não aguento mais! Fico o dia inteiro que nem zumbi!
- Tá aqui a receita. Um cd do João Gilberto. Mas é só uma vez ao dia, antes de dormir! Só isso! Superdosagem pode provocar uma queda brusca de pressão, coisa séria, mesmo.
- Certo. Obrigado, doutor... Espero que faça efeito!
- Não tem o que agradecer. Vai fazer efeito, sim. Não tem erro.    

2 comentários:

ATIRANDO PRATOS PELA JANELA disse...

Ahahah adorei.
Viva joão Gilberto.

Dia de luz,festa de sol
e o barquinho a deslizar
no macio azul do mar.
tudo é verão...Boa noite.

Bruno Mello Souza disse...

E aí, Aline?

É, o João Gilb... zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

Opa, opa, acordei.

Bom, muito obrigado pela visita e pelo comentário, mocinha! Volte sempre!

Beijos.

PS: falta pouco, hein? Haaaja coração!