segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Rolinho empata

O Rolinho do Inter arrancou um empate no Olímpico. Com time reserva e camiseta de camelô, o Colorado saiu de campo com um 2 a 2 docinho, docinho.

O Grêmio pressionou mais, principalmente no primeiro tempo. E não fez mais do que a sua obrigação. O Inter, no entanto, quando atacou foi mais eficiente. Dátolo abriu o placar para o Internacional num chute de longe que desviou na zaga adversária. O argentino, aliás, foi o melhor em campo pelo lado vermelho. Se movimentou muito, centralizou as ações do meio campo e errou pouquíssimos passes. É jogador de qualidade e personalidade.

O Tricolor virou o jogo, ainda na primeira etapa, com dois gols de bola parada: o primeiro de Marquinhos, de falta, em falha de Muriel; e o segundo do muito bom Marcelo Moreno, em pênalti ridículo cometido pelo patético Josimar, o pior colorado em campo.

No segundo tempo, o Inter se reorganizou. Não sofreu grandes ameaças defensivas e passou a controlar o jogo, ainda que sem objetividade. Ainda assim, conseguiu o empate com Bolívar, de cabeça. Nem o abafa gremista ao final da partida serviu para mexer no placar.

Agora, o Inter volta todas as suas atenções para o jogo da próxima quinta-feira, diante do Juan Aurich, pela Libertadores, aí sim, com o time titular. Jogando no Beira-Rio, o Colorado deve vencer o time peruano sem maiores problemas, apesar da já previsível retranca adversária. E tem que ser assim, mesmo. Os titulares, agora fardados de Nike, têm a obrigação de fazer a sua parte bem feita. Assim como os reservas, fardados de "Centro Popular de Compras", fizeram ontem.    

Nenhum comentário: