quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Obrigação de vencer

Hoje à noite, o Inter estreia na fase de grupos da Libertadores, diante do Juan Aurich, no Beira-Rio. E tem a obrigação de vencer.

Com todo o respeito que o time peruano possa merecer, é fato que, jogando no Gigante, com o apoio da torcida, o Colorado não pode pensar em qualquer coisa diferente de vitória. São três pontos que têm de estar na conta sim ou sim. Time que pretende ganhar a Libertadores tem que ganhar esse tipo de jogo. 

Acho que é exatamente isso que vai acontecer. Os peruanos, não tenho dúvidas, montarão um ferrolho. Mas, associando a qualidade do setor ofensivo colorado à esperável fragilidade técnica do Juan Aurich, uma hora, naturalmente, esse retrancão vai fazer água. E, a partir daí, com o adversário se abrindo, a tendência é que os tentos se multipliquem até com certa facilidade.

Uma preocupação extra que surgiu ontem foi a vitória do São Paulo nos tribunais, obtendo novamente o vínculo contratual com Oscar, que havia sido perdido anteirormente pelo Tricolor Paulista. O Inter acena com a escalação do meia. Não sou um expert em justiça trabalhista e desportiva, mas não arriscaria a escalar o jogador nessa situação. Minha modestíssima opinião é que o Colorado deve esperar tudo estar plenamente resolvido, decidido e esclarecido para só então colocar Oscar em campo. Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém. Correr o risco de perder no tapetão pontos (fundamentais) de um jogo contra o gloriosíssimo Juan Aurich seria de uma estupidez absurda.

No fim das contas, fica combinado que os três pontos hoje são obrigatórios. Fácil ou difícil. Com Oscar ou sem Oscar. Ganhar é obrigação. Pouco importa como. 

2 comentários:

cabelosescuros disse...

olá tudo bem? gostei muito do seu blog muito bom quando a gente torce por um time a gente torce com coração não é verdade ? ja estou te seguindo por favor me segue no meu tb http://cabelosescuros.blogspot.com/

Bruno Mello Souza disse...

Oi!

Muito obrigado pelo comentário, e por seguir o DC!

Beijos!