quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Jogo que vale o semestre

Hoje à noite, o Inter joga o seu semestre em Manizales, no Estádio Palogrande, diante do Once Caldas. Em uma partida extremamente complicada, o Colorado precisa ter sangue frio, exatamente pelo significado da peleia. 

A classificação para a fase de grupos da Libertadores assegura um semestre de expectativas grandiosas, de Beira-Rio lotado, do sonho do Tri invadindo as ruas de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul. De cara, o Colorado pegaria um grupo com o atual campeão, o badalado Santos de Neymar, Ganso e cia. Que loucura seriam estes dois jogos! Que atmosfera teríamos pelas ruas, com a já costumeira invasão de camisetas vermelhas e de bandeiras nas janelas dos prédios!

Já uma eliminação, apesar de não ser exatamente um absurdo, significaria um balde de água fria em nossas cabeças. Ficaríamos apenas com o Gauchão para disputar nestes primeiros meses do ano. A sensação seria mais ou menos a mesma de perder a churrascada do meio dia, com cerveja, salsichão, coraçãozinho, vazio e picanha para ficar com uma bacia verde cheia de costela gelada e gordurenta, acompanhada de um copo de Coca-Cola sem gás.

Todas as expectativas dos próximos meses colorados, portanto, repousam sobre a partida de logo mais. Os atletas têm de estar plenamente conscientes do tanto que vale a partida. Não acredito que vá ser um jogo fácil. O adversário é forte, estará em casa, com o apoio da torcida e com o auxílio da altitude. O Inter terá de se superar. Deverá jogar com sabedoria, atacando nos momentos precisos, marcando com força e atenção, e utilizando da cadência e da experiência quando assim tiver de ser. Qualquer descuido pode custar caro.

Nenhum comentário: