quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Fitas

Pedro foi passar o fim de semana com os pais, dona Cristina e seu Paulo, no interior. Às 8 horas da manhã de domingo, estavam os três tomando café da manhã;

Mãe do Pedro: - E aí, filho? Dormiu bem essa noite?
Pedro: - Pois é, mãe... Tive algumas dificuldades. O vizinho fez muito barulho.
Mãe do Pedro: - Ah, aqui nós já estamos acostumados, não é, Paulo?
Pai do Pedro: - É verdade. Mas você podia ter me acordado e avisado. Eu tenho umas fitas que uso para relaxar quando estou estressado.
Mãe do Pedro: - Ah, não, Paulo... Não me venha com essas fitas...
Pedro: - Que fitas?
Pai do Pedro: - São fitas cassete, que sempre coloco no walkman.
Pedro: - E que tipo de música tem nelas?
Pai do Pedro: - Não são músicas. Há alguns anos, sua finada avó veio passar uns meses conosco. E trouxe uma máquina de cortar linguiça. Cortávamos muita linguiça juntos. E eu sempre gravava o som com um velho gravador. Quando começávamos a cortar linguiça, eu apertava o rec. E cada vez que parávamos, eu apertava o pause. Tenho centenas dessas fitas.
Mãe do Pedro: - Não sei porque seu pai ainda não colocou essas porcarias fora. Vê se pode! Ouvir fitas com barulho de máquina de cortar linguiça!
Pai do Pedro: - Não se intrometa, mulher! Estou falando com o meu filho sobre as fitas! São muito relaxantes! Pedro, você quer as fitas?
Pedro: - Olha, pai... Na verdade, não tenho walkman, nem nada...
Pai do Pedro: - Posso te dar o meu walkman!
Pedro: - Não, pai. Eu jamais aceitaria isso!
Pai do Pedro: - Mas você tem computador, não tem?
Pedro: - É... Tenho...
Pai do Pedro: - Então hoje mesmo vou para a cidade mandar digitalizar as fitas.
Pedro: - Não, pai... Não precisa!
Pai do Pedro: - Filho, filho... Eu faço questão.
Pedro: - Tá bom, pai! Tá bom! Manda digitalizar as fitas da máquina de cortar linguiça, então...
Pai do Pedro: - Assim que se fala, filho!
       

2 comentários:

Joicy Sorcière disse...

Oioioiiiiii... Não sei pq, mas, juro que fiquei esperando um fim trááááágico! kkkk... :D

Bruno Mello Souza disse...

Oi, Joicy!

Tudo depende do ângulo do qual se vê. Acho que para o Pedro o final foi meio trágico, sim... Hehehehehe.

Beijos.