sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Limites e vontades

Na linha entre o certo e o errado.
Não ultrapasse os limites! 
Isto é atrevimento demais.
Tudo o que eles dizem não passa de uma grande farsa.

Decida o que fazer, satisfaça suas vontades.
Nós não temos culpa do que vemos ao nosso redor.
Já não há diferença entre a vida e a morte.
Façamos dessa história algo que possa ser contado por anos e anos.

Perdemos sem ter a chance de ganhar.
O jogo já estava jogado desde o início, consegue perceber?
Então levante e vire a mesa.
Só assim a liberdade habitará os nossos corações.

Estamos prontos para saltar do precipício.
Nunca tivemos outra opção.
Vento no rosto, ainda há muita estrada pela frente.
Pise fundo, não pare justo agora.

Nenhum comentário: