terça-feira, 4 de outubro de 2011

Fígado

Pedro e Sérgio, conversando numa lancheria:

- E aí, Pedro? Como é que vai?
- Vou bem. E você?
- Bem, também. E a vida, como anda? Tudo certo com a Lídia?
- É Lígia...
- Isso, isso...
- Na verdade, nós terminamos.
- Nossa... E por quê?
- Você acredita que esses dias ela resolveu fazer bife de fígado no jantar? Como é que ela faz uma coisa dessas? Eu odeio fígado!
- Er... Você odeia fígado, então... Claro... Você odeia fígado...
- Claro que eu odeio fígado! Quem não odeia fígado? E ela fez sem nem me consultar! Por que ela não fez estrogonofe?
- Hum... Interessante... Er... E você gosta de estrogonofe, então...
- Sim, eu adoro estrogonofe! E até tinha dito pra ela que adoro estrogonofe!
- É um absurdo, mesmo. Que tipo de mente doentia trocaria estrogonofe por fígado?
- Pois é!
- E você terminou com ela por causa do fígado? Digo, este foi o único motivo?
- Sim, na verdade foi o único motivo. A gente se dava muito bem. Nos divertíamos, gostávamos dos mesmos filmes, das mesmas músicas. Tínhamos bastante sintonia. Mas o fígado... O fígado liquidou tudo.
- É... Você está certo. Ela não teve consideração pelo seu gosto gastronômico. Na verdade, ela não merecia você. Mas, Pedro, não fique assim: você ainda vai encontrar uma garota que cozinhe estrogonofe. Vai por mim...
- Poxa, Sérgio... Muito obrigado pelo apoio, amigão. Não tem sido nada fácil lidar com isso.
- Não tem o que agradecer, Pedro. Amigos são pra isso.

.......................................................................
* O DC está concorrendo ao Prêmio Top Blog 2011. A votação do primeiro turno vai até o dia 11/10/2011. O link para o voto encontra-se à direita da tela. Participe! Vote! Divulgue!   

Nenhum comentário: