sábado, 3 de setembro de 2011

Djs de ônibus

Um fenômeno bastante incômodo que tem ocorrido nos nossos ônibus se refere aos "djs de ônibus". Eles adentram a condução, sentam no banco dos fundos, e ligam o celular sem os fones de ouvido. É uma balada compulsória para o resto dos passageiros.

E não é possível que os djs de ônibus desconheçam os fones de ouvido. Em todos os ônibus, sempre tem alguém com o fone. E eles devem ver. Logo, a questão não é de desconhecimento. É algo diferente disso.

Uma relação de causalidade muito clara nesse fenômeno é a seguinte: se a pessoa ouve músicas sem fone de ouvido no ônibus, ela gosta de música ruim. É incrível! Nunca vi ninguém ouvindo Nirvana sem o fone. Só pagode e funk, com ênfase especial para o segundo gênero.

Por isso mesmo, acho que o problema dos djs de ônibus é carência afetiva. Talvez eles só precisem de um abraço! 

Quando eles colocam aquele som para todo mundo ouvir, é um ato de desespero, um pedido de socorro. "Ei, alguém, por favor! Ouçam o que estou ouvindo! É um horror! Alguém me ajude a me livrar dessa droga pesada! Isso está me matando..."

.....................................................................................
* O DC está concorrendo ao Prêmio Top Blog 2011. A votação do primeiro turno vai até o dia 11/10/2011. O link para o voto encontra-se à direita da tela. Participe! Vote! Divulgue!

2 comentários:

Dep. Bruno Correia disse...

Projeto de Lei do Deputado Bruno Correia Teve Grande Aceitação da População Carioca e Foi Adaptado Por Parlamentar Mineiro Para o Estado de Minas Gerais.
http://deputadobrunocorreia.blogspot.com/2011/09/projeto-de-lei-do-deputado-bruno.htmls

Bruno Mello Souza disse...

Belíssima iniciativa, Deputado. E que bom que a ideia está se espalhando.

Este fenômeno tem, realmente, de ser combatido, pois é uma imensa falta de respeito e de consideração de alguns usuários do transporte público sobre outros.

Grande abraço.