sábado, 23 de julho de 2011

Os 10 momentos mais marcantes do Inter na minha vida

Em meio à atual turbulência vivida pelo Inter, e às vésperas de mais uma competição de prestígio mundial a ser disputada pelo colorado, a Copa Audi, contra os gigantes europeus Barcelona, Milan e Bayern, me peguei pensando sobre os momentos mais marcantes que vivi até hoje, no que diz respeito ao meu clube do coração.

Obviamente são muitos e muitos, os momentos. Bons e ruins. Porque não só na vida, mas no futebol, temos vitórias e derrotas. E ambas nos marcam. Por isso, decidi listar os 10 momentos do Inter que mais marcaram a minha vida, até o presente momento. Foi um desafio difícil. Alguns momentos inesquecíveis tiveram de ficar de fora. Mas é assim, mesmo. Qualquer lista que se faça, nunca vai contemplar todos os quadros de um sentimento tão amplo, grandioso, e cheio de nuances como o que tenho pelo Sport Club Internacional. De qualquer maneira, aí vai a lista:

Décima posição- São Caetano 5x0 Inter (2003): Era uma época difícil. O Inter, pelas mãos de Fernando Carvalho, e sob o comando de Muricy Ramalho, começava, aos poucos, a se reestruturar. A Libertadores era uma realidade tão distante que meu sonho nem era ganhar uma: era apenas ver o meu time voltar a jogar uma. Nas duas últimas rodadas daquele Campeonato Brasileiro, o Inter precisava de dois pontos em dois jogos para alcançar este objetivo. No primeiro, contra o time reserva do São Paulo, no Beira-Rio, apenas empatou em 1 a 1. Precisava apenas de um empate fora, contra o São Caetano de Tite, para jogar a Libertadores de 2004. Levou 5 a 0. Recordo-me que estava ouvindo o jogo no rádio, em casa. Depois do segundo gol do time da casa, meio que desisti, e deitei na cama, com o rádio ligado, é claro. Chorava em silêncio, enquanto o Inter ia levando mais gols e aumentando a humilhação (http://www.youtube.com/watch?v=A9UiWtOx5Ew).

Nona posição- Inter 0x4 Juventude (1999): O colorado, então presidido pelo falecido Paulo Rogério Amoretty, tinha montado aquela equipe que na época foi chamada de "SeleInter", cheia de jogadores de seleção brasileira, como Gonçalves, Elivélton, João Santos e Dunga, comandados por Paulo Autuori. Chegou à semifinal da Copa do Brasil numa partida heróica contra o Goiás, no Serra Dourada, fazendo o gol da classificação no último minuto, com Régis. Na primeira partida da semifinal, contra o Juventude no Jaconi, 0 a 0. Era só vencer num Beira-Rio lotado, e chegar à final da Copa do Brasil, numa época de vacas anoréxicas. Mas não venceu. Pelo contrário, levou traumatizantes 4 a 0 (http://www.youtube.com/watch?v=j6kyNCPmiXw).

Oitava posição- Grêmio 2x5 Inter (1997): Redenção colorada no Olímpico! A inteligente direção tricolor colocou uma lebre no meio do gramado antes da partida, como forma de ironizar a liderança do colorado no início daquele campeonato. Acabou levando 5, com show de Uh! Fabiano (http://www.youtube.com/watch?v=sbTspqstafM).

Sétima posição- Paysandu 0x2 Inter (2002): O time colorado, tecnicamente falando, não era dos piores. Mas era composto por uma série de bad boys que pareciam não querer nada com nada, e estavam por empréstimo no clube, ou seja, para eles faria pouquíssima diferença se o colorado viesse a disputar uma segunda divisão no ano seguinte. Mas havia ali um anjo em terra chamado Mahicon Librelato. Me parece que sua missão na vida era aquela: tirar o Inter daquela situação. Pouco tempo depois, o promissor atacante faleceu em acidente automobilístico, em Florianópolis. Era o primeiro ano da gestão Fernando Carvalho. Um susto para nunca ser esquecido (http://www.youtube.com/watch?v=phbY1AJwBzw).

Sexta posição- Inter 1x0 Grêmio (1997): Numa fase em que os gremistas tripudiavam, e recém tinham ganho uma Copa do Brasil, aquele título foi saborosíssimo. Um cafezinho com gosto de milk shake (http://www.youtube.com/watch?v=L7vfd_f2oLU).

Quinta posição- Inter 1x0 Palmeiras (1999): Num campeonato desastroso do colorado, e também marcado por muita polêmica no caso do "gato" Sandro Hiroshi, do São Paulo, pontos ganhos no tapetão pra lá, pontos perdidos no tapetão pra cá, Gama entrando na justiça comum acolá, fato é que o Inter ficou na primeira divisão graças a um golzinho salvador de Dunga, num dos jogos mais dramáticos da história do Beira-Rio. Ao final daquele jogo, desabei, aos prantos, no chão (http://www.youtube.com/watch?v=ClcpZBL9XN8).

Quarta posição- Inter 0x2 Mazembe (2010): Talvez este jogo seja o capítulo mais triste da história do Inter. Imaginávamos um Bi-Campeonato Mundial contra a Inter de Milão, numa grande e histórica final em Abu Dhabi. Mas uma pedrinha no caminho, chamada Mazembe, amputou as nossas pernas. Dolorosa frustração (http://www.youtube.com/watch?v=gdFboiqwN0s).

Terceira posição- Inter 3x2 Chivas (2010): O Bi da Libertadores era uma grande sonho. Se na primeira conquista continental o Inter passava confiança, e só perdeu um jogo, na segunda vez foi bem diferente. Aos trancos e barrancos, na base da raça, o colorado levantou a taça (http://www.youtube.com/watch?v=IX1W8kbpi-I).

Segunda posição- São Paulo 1x2 Inter (2006): Quando me lembro do grande título da Libertadores de 2006, a primeira coisa que me vem à cabeça é a imagem de Sóbis comemorando o segundo gol no Morumbi. Para mim, aquela partida foi mais marcante do que a finalíssima, no Beira-Rio. Foi lá, naquele Morumbi lotado, onde o São Paulo moía os seus adversários, que o Inter verdadeiramente conquistou a Libertadores, em uma atuação memorável (http://www.youtube.com/watch?v=HPe7QdsqHWA).

Primeira posição- Inter 1x0 Barcelona (2006): Foi uma manhã inesquecível. Muita angústia e expectativa. Quando Gabiru fez o gol, fiquei cego, fiquei surdo, apenas saí correndo enlouquecidamente pela casa. Um dia de sonho. Inter Campeão do Mundo (http://www.youtube.com/watch?v=xxAZe2FonsU).

.........................................................................
* O DC está concorrendo ao Prêmio Top Blog 2011. A votação do primeiro turno vai até o dia 11/10/2011. O link para o voto encontra-se à direita da tela. Participe! Vote! Divulgue!

Nenhum comentário: