domingo, 10 de julho de 2011

1000 anos

Tenho o hábito de, pela manhã, enquanto escovo os dentes, faço a barba e tomo banho, deixar a tv ligada, ouvindo o "Bom Dia, Brasil". Dia desses, ouvi uma notícia deveras interessante. Um biomédico inglês, chamado Aubrey de Grey, estimou que, dentro de algumas décadas, os seres humanos poderão viver até mil anos. Mil anos!

No início, até achei interessante. De repente, dá tempo de eu entrar na onda. Mas, pensando melhor, comecei a achar esquisito. Não, o mundo não vai ser melhor. Vai ser estranho pra caramba, isso sim.

Fico imaginando um velhinho falando com o filho: "Garoto, você não sabe o que eu aprontava na flor da idade! Eu pegava cada brotinho de 300 anos que vou te contar! Mas você ainda é um bebê. Tem só 150 anos."

Sexualmente, seria bizarro. Transar com uma senhora de 80 anos seria pedofilia! Os sites de sacanagem seriam totalmente diferentes. O pessoal ia baixar vídeos e fotos da Hebe e da Palmirinha! "Vai, Palmirinha, corta essa cenoura!" Fap, fap, fap. "Ai, ai, aaai!" Fap, fap, fap. "Mexe esse refogado, mexe! Ah, ah, aaaah!"

E as ruas, como seriam? Acho que tomadas por mesinhas de dama. Em cada esquina, velhinhos jogando dominó. Os ônibus teriam assentos preferenciais para menores de 65 anos! O mesmo valeria para as filas em bancos.

No futebol, nas categorias de base, ao invés das categorias "fraldinha" e "dente-de-leite", teríamos as categorias "fralda geriátrica" e "dentadura".

As baladas seriam um capítulo à parte. A festa do Corega seria o ápice da perversão. Regada a muita catuaba com Viagra e amendoim!

De fato, é melhor o nosso amigo pesquisador pensar bem antes de cogitar estender a vida humana por mil anos. O mundo seria muito, muito, muito exótico mesmo. E os danos seriam irreversíveis!

................................................................................
* O DC está concorrendo ao Prêmio Top Blog 2011. A votação do primeiro turno vai até o dia 11/10/2011. O link para o voto encontra-se à direita da tela. Participe! Vote! Divulgue!

Nenhum comentário: