terça-feira, 21 de junho de 2011

Pessoas que compram só pela marca

Minha mãe adquiriu nos últimos tempos o hábito de ir a Rio Branco, no Uruguai, para fazer compras nos free shops de lá. Confesso que não é o tipo de programa que me atrai. Para eu comprar alguma coisa, eu tenho que querer muito. Mas muito mesmo. Porém, minha querida mãezinha adora. Comprar é quase um dom inato dela. Ela sente prazer em fazê-lo. Principalmente se no produto estiver escrita a palavra "promoção". Daí, ninguém segura a mulher. Pode ser um vidro de comprimidos contra impotência para coalas. Ela compra. Por quê? Ora, porque está em promoção, poxa vida!

Numa dessas idas, ela voltou toda feliz com um desodorante para mim. Da Nike. Pois é, não gostei muito. É bem ruinzinho, pra falar a verdade. E ela viu que me desagradou. Não deu outra. Na ida posterior ela me trouxe três desodorantes! Mas agora não eram da Nike. Eram da Adidas. Me segurei. Eu juro que me segurei para não falar. Mas morri de vontade de perguntar a ela por que cargas d'água ela pensa que, pelo fato de produzirem tênis bons, Nike e Adidas fariam desodorantes bons. Caramba!

Mas isso não é propriedade exclusiva dela. Tem muita gente que adota essa lógica rudimentar da marca pela marca. Eu, particularmente, nunca fui adepto. Se a Coca-Cola lançasse uma linha de xampus e sabonetes, eu não compraria! Provavelmente sairia grudento do banho, e seria atacado por um enxame de abelhas. Se lançasse uma pasta de dentes, eu já sairia com cáries após a primeira escovação.

Se a Nestlé lançasse uma linha de ferramentas, eu também acharia bizarro. Fico até imaginando meu pai instalando armários com a furadeira Chokito, e pedindo para alguém lhe alcançar a chave Prestígio, e o martelo Milkybar. O único caso de produtos "diferentes" da Nestlé que eu poderia pensar em comprar seriam camisinhas. Imaginem, para agradar a namorada, uma camisinha Nestlé! Seria interessante. Bom, claro que o recheio seria personalizado. O Alpino pode ficar por conta da Nestlé. Mas o Leite Moça, pode deixar comigo...

Nenhum comentário: