sábado, 16 de abril de 2011

A estreia de Falcão

Hoje, no final de tarde no Beira-Rio, teremos um fato histórico. Depois de longo período como o mais conceituado analista de futebol do país, Paulo Roberto Falcão volta à casamata para treinar o clube que o lançou para o futebol. Esse fato, por si só, torna o jogo de hoje único.

Fosse qualquer outro o treinador colorado, teríamos um jogo de Gauchão contra o Santa Cruz. Só isso. Mas não é. Hoje teremos a estreia de Falcão, e uma nova proposta: futebol compacto, de muita posse de bola, com o time buscando o ataque o tempo todo, atuando de maneira vistosa.

É óbvio que o Inter de hoje não será ainda o Inter de Falcão em sua plenitude. Com menos de uma semana de trabalho, a equipe ainda terá alguns velhos vícios. Absolutamente normal. Mas já dará pra ver uma postura diferente. Questão de orientação, mesmo. Pelo menos, é isso que eu espero.

Lamentavelmente, chove muito neste momento em Porto Alegre. Tomara que a chuva acalme. O campo pesado tende a equilibrar as ações e prejudicar o time mais técnico. E mais: tende a dificultar a proposta de jogo de Falcão, de toque de bola e riqueza de ações ofensivas. Assim, torna-se fundamental, acima de tudo, a vitória. E o valor histórico da partida de logo mais.

Nenhum comentário: