sábado, 14 de agosto de 2010

Blasé

Rumores na rua. Eu, debaixo dos edredons, não consigo pegar no sono. São as badernas cotidianas. Nada demais. Um monte de jovens imbecis e alienados discutindo alguma idiotice, do tipo "quem pega quem". Deve ser isso. Mantenho-me insone, mas tranquilo.

Vão passando as horas, tento pensar em qualquer coisa, mas, de fato, o sono não vem. Me viro a cada minuto na cama. Tampo o rosto com as cobertas. Será que este bando não tem nada de mais útil para fazer? Tipo, dormir?

De feito em feito, bobagem em bobagem, para ver quem é mais macho, eles vão empilhando palavras de ordem, meio em tom de brincadeira, meio em tom sério. Nunca se sabe o que estes sujeitos pensam.
A discussão parece dar uma esquentada. De repente, barulho de passos em corrida, e "pá, pá, pá, pá!". Sei, sou péssimo com onomatopeias. Mas, traduzindo, eram tiros. Secos. Definitivos. Seguiu-se o silêncio. Sepulcral.

Finalmente, posso dormir em paz.

Nenhum comentário: