domingo, 27 de dezembro de 2009

Deus odeia Lady Gaga (?)

No site on line da Folha, noticia-se que uma igreja estadunidense ultraconservadora emitiu um documento afirmando que a cantora pop Lady Gaga vai para o inferno, que ela lidera uma "rebelião contra Deus", e que o mesmo Deus a odeia.

Com todo o respeito que me merece todo o tipo de crença, quero deixar clara a minha opinião a respeito: é uma irresponsabilidade absurda uma igreja, que se diz de Deus, e que apregoa uma série de valores considerados "do bem", chegar a público e afirmar que Deus odeia fulano ou beltrano. Tão doentios como os idiotas que escreveram essa baboseira podem ser alguns fiéis da mesma igreja, fanáticos cegos que podem, incentivados por esse tipo de declaração de suas lideranças, vir inclusive a atentar contra a integridade física da cantora. E convenhamos: malucos fanáticos agredindo e por vezes até assassinando pessoas por serem diferentes do que pregam suas doutrinas ortodoxas não seria exatamente um fato inédito.

As pessoas tem liberdade de crença. Se quiserem acreditar que o Tiririca é a reencarnação de Cristo, acreditem, pombas! O que é de enlouquecer é o fanatismo exacerbado, o verdadeiro fundamentalismo de determinadas igrejas que se julgam as portadoras absolutas Da Verdade, e que não aceitam que há pessoas (muitas, e muitas, e muitas, por sinal) que pensam diferente.

Embebidos na fantasia doentia de algumas religiões, determinados sujeitos perdem toda a referência do racional, do bom senso. Fogem da realidade, não veem tv, não ouvem rádio, não saem para a rua. Eita Deus proibitivo, mala e rancoroso esse, henhô Batista?

Essas pessoas podem acreditar no absurdo que quiserem. Ponto. Mas não tem o direito de proibir os outros de discordar e pensar diferente. Nem melhor, nem pior. Simplesmente diferente. Do jeito que vão, algumas doutrinas ainda me farão achar que Deus na verdade é um skinhead nazista.

Nenhum comentário: