domingo, 6 de dezembro de 2009

Desvio de foco

Durante toda a semana os setores segundistas da imprensa azul do Rio Grande realizaram seu grande sonho: entupir o noticiário colorado com o Grêmio, como se o Inter estivesse nas mãos tricolores, aliás, como se o Grêmio, que fiasquentamente ganhou só um jogo fora de casa no campeonato, tivesse condições de fazer frente ao Flamengo, mesmo que quisesse.

Com isso, se desviou o foco da única coisa realmente plausível que está em jogo para o Inter na tarde de hoje: ganhar do Santo André, garantir o vice-campeonato e a consequente vaga direta na Libertadores. E do que menos se falou foi do jogo do Inter. Jogo que não está ganho por antecipação.

É óbvio que se o colorado entrar focado no jogo, esquecendo as pseudo-polêmicas da rodada, ganha do Santo André. Mas se jogar pensando no Maracanã, cujo resultado está escrito nas estrelas, pode se complicar. O time do ABC paulista tem jogadores experientes, jogadores que não são bobos, e, apesar da idade avançada, ainda conservam algumas virtudes técnicas. Some-se a isso o fato de o Santo André estar jogando a vida, desesperadamente, e se tem um jogo assaz perigoso.

Ordens do dia, portanto: (1) esquecer o cumprimento de um compromisso formal que realizar-se-á no Maracanã; (2) entrar em campo concentrado, buscando um objetivo muito sério de colocar o Inter direto na fase de grupos da Libertadores. Ganhando, o Inter cumpre tudo o que pode sonhar no dia de hoje: a segunda posição no certame. E isso depende tão somente do colorado.

Nenhum comentário: