domingo, 25 de outubro de 2009

Passa por hoje

Confesso que não estava nem um pouco empolgado com o Gre-Nal de logo mais durante a semana. Me parece daqueles jogos que o Inter só tem a perder. A fase é ruim, o time não tem sequer um esboço de sistema tático, e a barca só tende a afundar contra o time do Grêmio.

Mas na sexta-feira senti uma atmosfera absolutamente diferente. O mais puro cheiro de Gre-Nal estava no ar. Pessoas em todos os cantos falando do jogo, camisas de Grêmio e Inter desfilando pra lá e pra cá, esse era o cenário. Associando isso à derrota de um risível Palmeiras diante do Santo André, passei a sentir o clássico correndo em minhas veias, mais do que nunca. E, se o time colorado ainda quiser sonhar com a taça, terá que somar três pontos no centenário confronto. O Brasileirão passa inevitavelmente pela partida de hoje.

Convenhamos, o Inter tem se superado às avessas no NABASileirão 2009. Fez tudo o que podia pra perdê-lo. Se esforçou para se colocar em situação delicada. Tem sido ridículo no segundo turno. Mas ainda assim, o campeonato quer que o Inter seja campeão. Os demais times conseguem ser tão incompetentes quanto o colorado. E, eis que ganhando hoje, o gigante alvirrubro ficará a apenas dois pontos do líder.

Torcerei fervorosa e apaixonadamente no jogo de logo mais. O Inter é muito mais do que qualquer eventual incompetência. O Inter não é Vitorio Píffero, Fernando Carvalho ou Mário Sérgio. O Inter não sou eu, nem você, nem Fernandão, nem Falcão. O Inter transcende indivíduos e merecimentos pontuais. O Inter é um clube gigante e uma torcida apaixonada. É pelo clube, por essa torcida inigualável que estarei cheio de fé roendo unhas, arrancando cabelos e berrando hoje às quatro da tarde.

É hora de buscar o título. Na marra. Apesar deles. Se a taça vier, ela pertencerá ao Sport Club Internacional e à sua torcida. Por mais vencedores que sejam os atuais dirigentes, o fato é que eles fizeram tudo que estava ao seu alcance para o colorado não ser campeão. Por incrível que pareça, não conseguiram. Se o Inter, no dia seis de dezembro de 2009, for campeão, por favor, senhores Vitório Píffero e Fernando Carvalho: não comemorem. Vocês não merecem.

Nenhum comentário: