sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Ônibus

Ônibus lotado, sete horas da manhã. Ali dentro, diversas almas, conduzidas por um motorista e fiscalizadas pelo cobrador, encaminham-se para variados destinos e atividades. Se se tirasse uma fotografia de todos os pensamentos e sentimentos naquele ambiente, teríamos a mais caótica das imagens.

Rosana estava feliz. Primeiro dia no emprego, ansiedade a todo vapor, mas, acima de tudo, a perspectiva de um contracheque, desconhecido há mais de um ano. Juninho, moleque de doze anos, pensava em Paola, seu amor platônico da semana. Parece que ela perguntou as horas para ele ontem, vejam só! Jorge olhava a bunda de Valquíria, que estava de pé, um pouco à frente. Estava sob o efeito hipnótico daquele par de nádegas sufocado por uma calça suplex absolutamente provocativa e malvada. Ô, meu Deus, que beleza!

Vanusa dormia com a cabeça recostada na janela. Sonhava com hinos. Era evangélica, afinal. Gustavo imaginava o jogo do Inter no fim de semana. Bárbara projetava mentalmente o capítulo de logo mais da novela das oito. Tales era todo amor, estava nas nuvens, pois após o trabalho teria um romântico jantar à luz de velas com Rodrigo. Cá entre nós: eca. Márcia visitaria o pai, em estado terminal de um câncer no estômago. Como não podia deixar de ser, estava angustiada, disfarçando lágrimas que teimavam inundar seus globos oculares. Adriano e Cláudio conversavam sobre o novo Windows, seus recursos e limitações.

Lauro reproduzia em sua cabeça "Territorial Pissings", do Nirvana. Ah, o bom, velho, morto, cada vez mais vivo e atual Kurt! Éverton torcia para que surgisse alguma desculpa esfarrapada que fosse para, pelo menos naquele dia, não dar de cara com as fuças insuportavelmente falsas de seu colega de trabalho Ronaldo. Rubens lia um livro de Roberto Shinyashiki de como ser um vencedor no mundo competitivo contemporâneo. Sim, há quem goste desse tipo de lorota, digo, obra. Tiago olha a garota sentada ao seu lado e pensa consigo mesmo: ah, se ela me desse bola!

Opa, falta apenas uma parada e eu aqui, diletando, caramba! Ainda tenho que desbravar a condução lotada até a porta ao fundo. E puxar a cordinha. Motorista, pare o ônibus que eu quero descer!

Um comentário:

Guiix Miix disse...

NAAAO PODIA FALTA A VANUSA E O LAAAAAUUUUUUUROOOOOO :p