domingo, 20 de setembro de 2009

Tinha que ganhar

Quero muito queimar a língua. Mas a derrota de ontem, na minha modesta opinião, sepultou as chances de título do Inter no Brasileirão. O time colorado vem se superando no dom de ser incompetente. Com a bolinha que vem apresentando em campo, não merece o título. Não tem tarimba vencedora. Ontem, tinha que ganhar. Acabou perdendo de forma constrangedora.

Contra o Vitória, depois de um primeiro tempo muito bom, em que Viáfara pegou até pensamento, o time colorado naufragou solenemente na etapa final. Foi deprimente. Algumas coisas estão erradas. Muito erradas, por sinal. O meio de campo foi uma maçaroca, e foi por ali que o Inter perdeu o jogo, sobrecarregando o sistema defensivo e deixando o ataque abandonado aos leões. Sandro estava pensando na cotação do dolar, na morte do Patrick Swayze, no chip do Pedro, sei lá. Mas no jogo, não estava focado. D'alessandro foi uma nulidade. Guiñazu corria alucinadamente. Andrezinho foi a única peça participativa e minimamente lúcida do setor. No ataque, Alecsandro não foi suficientemente abastecido, e Taison se esforçou, lutou, correu, finalizou: mas é uma usina pra acender uma lâmpada.

Esse Campeonato Brasileiro era pra ser do Inter. O elenco, mesmo com uma defecção ou outra, é o melhor do certame. Mas as limitações do bom treinador Tite estão escancaradas. Estamos quase em outubro, e Adenor Bacchi não conseguiu fazer deste ótimo grupo de jogadores um time confiável. E as chances vão se esvaindo, se afastando, sem o time nos dar uma mínima expectativa de uma reação, da possibilidade de uma arrancada gloriosa.

O Inter está fazendo tudo que pode para não ser Campeão Brasileiro. Infelizmente, parece que vai conseguir.

Nenhum comentário: