quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Jogo difícil na Vila

Se eu dissesse que estou minimamente otimista para a partida desta noite entre Inter e Santos, estaria mentindo. A inhaca em cima do time colorado está forte. Falta uma sequência de vitórias e boas atuações. E o Inter vai, apaticamente, perdendo terreno no Campeonato Brasileiro. Vejam bem, hoje, com o que o time vem demonstrando em campo, fica complicado até mesmo sonhar com vaga na Libertadores, dada outrora por mim mesmo como certa.

Entretanto, na ausência, o Inter pode estar começando a achar alguma solução. Sem o irregular Danilo Silva, sem Índio, e com o péssimo desempenho de Danny Morais, abre-se a possibilidade de, aleluia, escalar-se um lateral-direito na lateral-direita, com Bolívar sendo colocado na zaga. Nesse caso, entraria Daniel. Não que eu ache que o jogador vá ser a solução de todos os problemas. Trata-se de um jovem, e é até natural que não tenha um desempenho brilhante em um primeiro momento. Mas é da função. Conhece o ofício. E isso já é um bom começo.

Contudo, não sei se Tite terá coragem para escalar Daniel, de fato. Pelo que já se conhece do Adenor, é mais lógico que ele coloque Bolívar na lateral, e mantenha Danny Morais, o molengão, na zaga. Com esse desenho, as chances de até mesmo empatar com o Santos tornam-se ínfimas, mais do que já seriam com uma escalação racional. Não que o time da Vila Belmiro seja algo espetacular. É um time não mais do que mediano. Mas, em seu estádio, jogando contra uma equipe que hoje está insegura, como a colorada, e que geralmente vem jogando um tanto despretensiosamente fora dos seus domínios, o time de Luxa certamente partirá pra cima.

Com bons zagueiros já seria complicado suportar a pressão do alvinegro praiano. Se tiver Danny, então, torna-se praticamente impossível.

Nenhum comentário: