quarta-feira, 29 de julho de 2009

Reação

Hoje à noite veremos a reação do elenco colorado após a sacudida de Fernando Carvalho. Espera-se uma nova atitude do time, com muito mais disposição, interesse e concentração durante os 90 minutos.

O ambiente para se verificar a situação é o melhor, pelas condições positivas e negativas impostas pelo jogo. De positivo, o fato de jogar em casa (e nem me venham falar em pressão: jogar em casa é e sempre será melhor que jogar fora). De dificuldade, o adversário, o bom time do Barueri, que vem surpreendendo a todos no Campeonato Brasileiro, aparecendo em boa posição na tabela, apesar de ser um time novato no certame.

Esses dois elementos sugerem a dificuldade na medida certa. Não estamos pegando um adversário fortíssimo fora de casa, o que, em caso de derrota, e adotado o jogo como parâmetro, poderia significar fazer terra arrasada. Mas também não estamos enfrentado uma galinha morta, o que poderia gerar uma euforia descabida e enganosa em caso de vitória. O Barueri vem provando ao longo da competição que é um time extrememamente perigoso, e dessa forma, respeitável.

Assim, teremos hoje à noite o jogo ideal, o nível de dificuldade certo, nem muito ao céu, nem muito ao inferno, para analisarmos se realmente as medidas internas tomadas pela direção surtirão suficiente efeito para que o Inter se ajuste novamente como time, jogando com segurança, toque de bola, segurança defensiva e eficiência ofensiva.

É óbvio que não podemos esperar uma partida magnífica nem do ponto de vista tático, nem do ponto de vista técnico. Não é da noite para o dia que o Inter se tornará novamente um supertime temido, como era no primeiro semestre. Mas as mudanças no sentido anímico já devem aparecer hoje, sim. O time colorado pode jogar mal, errar passes, perder gols, ter um ou outro problema de posicionamento defensivo. Mas não pode deixar de correr, de marcar, de lutar em cada dividida, em cada palmo do campo. São essas as grandes novidades esperadas para o jogo desta noite.

Nenhum comentário: