segunda-feira, 6 de julho de 2009

Liderança isolada

A vitória de ontem sobre o Náutico devolveu ao Inter a liderança isolada do Campeonato Brasileiro. O colorado segue fazendo grande campanha na competição, considerando principalmente o fato de ter jogado várias partidas com time reserva.

O Inter não teve maiores dificuldades para vencer o timbu. Não fez uma partida primorosa. Mesmo assim, depois de uma pressão inicial da equipe pernambucana, dominou o jogo. Perdeu pênalti com D'alessandro, que não esteve bem, e continuou mandando na partida. Com as entradas de Andrezinho e Alecsandro na segunda etapa, o colorado cresceu ainda mais no jogo. Foi mais objetivo. Nilmar pode se soltar um pouco mais, centralizando Alecsandro e fazendo mais a do Taison, que novamente jogou muito mal. O atacante da seleção fez os dois gols da vitória do Inter no Recife.

Vencer é bom. Liderar o Brasileirão é melhor ainda. A equipe colorada fez o que tinha que fazer: ganhar. Enfrentou um adversário limitado e foi superior, da maneira que tinha que ser. Valeu, e muito, a vitória.

Agora, o Inter volta suas atenções para a finalíssima da Recopa. Encontra-se obrigado a vencer a LDU na altitude para conquistar a taça. É possível, sim. Obviamente que a partida no Equador reservará imensas dificuldades, não nos iludamos. Mas o time colorado tem bola pra ganhar da LDU. Ainda mais quando se trata de disputar um título continental. O Inter vai comer a grama em Quito, tenho certeza.

Acredito que é jogo para ser resolvido ainda no primeiro tempo. Porque no segundo, o cansaço e a falta de ar serão inevitáveis. Em suma: o primeiro tempo é o tempo da qualidade, da categoria, do futebol incisivo; o segundo tempo é o tempo da superação, de onze Guiñazus lutando em campo para manter uma boa vantagem. Esse é o desenho de jogo para o meio da semana. A Recopa será decidida no primeiro tempo dessa partida, para um ou para outro time. Escrevam o que estou dizendo.

Nenhum comentário: