quarta-feira, 8 de julho de 2009

Faz bem!

Estudos de um instituto de pesquisa espanhol afirmam: é recomendável para atletas beber cerca de 600 ml de cerveja por dia. Isso só comprova o que todos os cervejistas de plantão já afirmavam: tomar uma cervejinha é uma maravilha, Alberto! Eu já sabia! E olha que nem sou atleta...

Agora podemos beber a nossa loirinha gelada com a consciência de estarmos fazendo um bem ao nosso corpo. Que beleza! É bem verdade que o referido estudo também diz que não se deve ultrapassar o limite da moderação. Bem, nessa hora... Foda-se! Hehehe.

A verdade é que não há nada como uma boa cerveja, ou um chopp bem caprichado. As outras bebidas podem ser ou mais elegantes ou mais avassaladoras. Mas a cerveja é do povão, é aquela que realmente serve pra relaxar, rir, brincar e se divertir.

Cachaça, vinho, absinto, tudo tem o seu valor. Cada um serve para determinadas especificidades. A cachaça pra meter o pé na jaca. O vinho para aquele friozinho, um encontro íntimo a dois. O absinto pra meter o pé na jaca em grande estilo. E por aí vai. Mas, me perdoem todos estes itens. Ainda sou mais a brejola. Não tem tempo ruim para a nossa querida ceva. Ela é quase uma bebida universal. Serve pra reuniões de amigos, pra assistir aquele jogo de futebol, pra beber com a namorada num final de tarde ensolarado. Até pra velório vai bem.

Por essas e outras, que a recomendação positiva à cerveja é, quiçá, uma grande notícia para a humanidade. Ela sim, revolucionará as nossas vidas. Tecnologia, robótica, globalização? Que nada! Isso tudo é acessório para a santa birita. Ave, Polar! Ave, Skol! Ave, Brahma! Ave, Antárctica! Ave, Colônia! Ave, Bohemia! Ave, Schin! Ave, Norteña! Ave, Heineken! Ave, todas as cervejas desse mundo!

Nenhum comentário: