quinta-feira, 16 de julho de 2009

Estudiantes campeão

Foi merecidíssima a vitória do Estudiantes sobre o Cruzeiro, no Mineirão. O time argentino mostrou muita personalidade, não se intimidou em momento algum, e em alguns períodos do jogo, inclusive deixou o Cruzeiro acuado. Jogou muita bola o time de La Plata, e por isso é um campeão mais do que legítimo, sobre o muito bom time mineiro.

Mas o merecimento do Estudiantes vai muito além das quatro linhas, do mero jogo de bola. Depois da final da Sul-Americana do ano passado, em que o Inter foi campeão sobre este mesmíssimo time, adquiri uma simpatia e um respeito muito grande por esse clube. Lembro-me, primeiramente, do sofrimento dos torcedores do Estudiantes ao perder aquele campeonato, quando estes assistiam ao jogo em telões e restaurantes espalhados pela Argentina. Ali estava a mais pura tristeza, daquelas realmente capazes de comover mesmo a quem, como no meu caso, torcia pelo adversário, feliz e triunfante. Ali eu também me via. Ali, eu via a torcida do Inter há pouco tempo atrás. A torcida de um clube muito grande que há muito tempo não conquista um grande título. No caso do time de La Plata, desde 1970 não era conquistado um título internacional. Me identifiquei com o Estudiantes. E muito. Mas não parou por aí.

O site do Estudiantes, na matéria sobre o jogo, descreveu um gol mal anulado da equipe argentina, o que era uma verdade. Motivo para chororô? Motivo para sair sapateando que nem umas bichas desvairadas, como seria de praxe de alguns clubes por aí? Não senhor. O site do time argentino, ao final, colocou que, mesmo com aquele benefício (teve também um pênalti pro Inter não marcado que não foi citado, mas tudo bem), o Inter mereceu e honrou o título de Campeão da Copa Sul-Americana. Achei aquela postura de uma nobreza que eu poucas vezes tinha visto na vida. Naquele momento, pensei: taí um clube que merece uma grande alegria em breve.

Hoje, o Estudiantes comemora um brilhante tetracampeonato da Libertadores. Um grande clube, vencedor, e merecedor da glória do dia de hoje. Saudações coloradas aos irmãos argentinos do Estudiantes.

Ah, só mais uma perguntinha pra deixar no ar: qual o único clube brasileiro que conquistou campeonatos internacionais de 2006 pra cá? Hein?

Nenhum comentário: