domingo, 28 de junho de 2009

Pela auto-estima

A derrota do Atlético Mineiro na partida de ontem abre a possibilidade de que mediante vitória no jogo desta tarde, o Inter volte a liderar juntamente com o time de Belo Horizonte. Esse fato remete a uma chance inestimável de retomar a auto-estima da torcida colorada, principalmente no que se refere à partida de volta contra o Corinthians, pela Copa do Brasil.

O colorado entrará em campo com time reserva. Considero um tremendo equívoco. Se é verdade que o Inter vem de uma final na quinta e vai para outra na quarta, também é verdade que a sequência de três partidas é em Porto Alegre, sem necessidade do desgaste de viagens. Também é no mínimo duvidoso se preservar os titulares quando, convenhamos, a vaca tá quase no brejo, seja na Copa do Brasil, seja na Recopa. Talvez fosse já, agora, o momento de começar a pensar no Brasileirão de forma mais séria.

Isso não quer dizer jogar a toalha. O Inter tem a obrigação de lutar até o fim de todas as suas energias pelos outros dois títulos. E vai lutar. E nós, colorados, vamos, junto com os nossos guerreiros, acreditar até o fim. Mas acima de tudo, o Inter tem que começar a pensar racionalmente. Colocar time reserva hoje é colocar em risco a possibilidade mais concreta do atual momento colorado: a liderança do certame nacional. Já um resultado que não seja positivo poderá nos deixar embolados e complicados não em duas, mas em três competições.

Espero, do fundo do coração, estar errado. Espero que o Inter ganhe de dois a zero do Coritiba com gols do Glaydson e do Danilo Silva. Espero que faça três a zero no Corinthians, abrindo dois já no primeiro tempo e deixando mais um de troco no segundo. Espero que vença a LDU com autoridade, mesmo na altitude de Quito. Espero que Tite saiba bem o que está fazendo.

Nenhum comentário: