segunda-feira, 22 de junho de 2009

Fiasco

A goleada que o Inter tomou ontem do Flamengo foi a materialização absoluta daquilo que chamamos de fiasco. O time colorado como um todo esteve péssimo, e apenas Guiñazu foi a ilha de indignação no oceano de mediocridade e falta de atitude da equipe. Claro que o time estava desfalcado. Mas mesmo assim, não dá pra aceitar a atitude derrotista que o colorado teve na partida de ontem.

Na defesa, Danilo Silva foi um pouco abaixo do ridículo. Apoiou sem nenhuma qualidade, e foi comprometedor na defesa. Deu até pra sentir saudade de Bolívar naquele setor. O general pelo menos marca. Índio foi outro que teve atuação lamentável, junto com Álvaro. A outrora eficiente dupla de zaga agora se parece mais com duas tias tomando o chá das cinco na defesa colorada arrastando-se pra lá e pra cá em busca do pote de bolachinhas amanteigadas. Marcelo Cordeiro, por sua vez, é Marcelo Cordeiro. Nasceu Marcelo Cordeiro e Marcelo Cordeiro será, pelo resto da vida. No meio-campo, Andrezinho foi o embromador-mor, e Giuliano foi, mais uma vez, horroroso. O jogador que veio do Paraná dá só toquezinho curto e improdutivo, e ainda por cima, consegue errar os seus toquezinhos curtos e improdutivos. Jogador tico-tico-no-fubá. No setor ofensivo, tivemos um discreto Bolaños e um Alecsandro lerdo. Claro que Tite, vendo as dificuldades ofensivas do Inter, resolveu colocar Leandrão. Certamente como uma recompensa, um reconhecimento pelo partidaço que o mongovante fizera no meio da semana contra o Corinthians.

Fica do jogo de ontem um gosto muito amargo e uma angústia absurda perante a perda da liderança em um Brasileirão em que éramos líderes disparados, e as decisões que se avizinham. Por enquanto, o negócio é colocar o foco na LDU e na disputa da Recopa. É a chance do Inter de mostrar que está vivo, e acima de tudo é a chance de ganhar mais um título internacional, chegando ao bicampeonato dessa competição. E o Gigante estará lotado e incentivando o colorado como nunca na quinta-feira. É hora de a torcida demonstrar que está junto com o time. O Inter precisa ser abraçado pela sua torcida nesse momento delicado.

Nenhum comentário: