quarta-feira, 17 de junho de 2009

Decisão

Hoje começa a ser disputada a final da Copa do Brasil. Às 21:50 h, Inter e Corinthians estarão frente a frente no estádio Pacaembu, rangendo os dentes, cada time em seu lado do campo, medindo forças num verdadeiro duelo de titãs. Muitos colorados estarão in loco. E muitos outros, assim como eu, estarão na frente da tv, com o coração na mão.

Não é uma final qualquer. O jogo de hoje vem sendo muito aguardado desde o início do ano. O Inter já enfrentou e derrotou o time misto do Corinthians. Em São Paulo. Mesmo assim, setores da imprensa não ficaram satisfeitos. Afinal, não eram os titulares. É bom lembrar que ano passado teve clube que se gabou de empatar dois jogos contra os titulares colorados usando time reserva na Sul-Americana, e depois, no mano-a-mano, no vamo-ver-quem-é-quem, de titulares contra titulares, de igual para igual, no téti-a-téti, levou uma saranda que ainda hoje deve doer no lombo: 4 a 1.

O Inter priorizará a defesa na partida de hoje. Para projetar isso, basta conhecer Tite. Me surpreenderia muito se o colorado adotasse uma postura agressiva no jogo desta noite. Vai, isso sim, especular no contra-ataque. Mas contra-atacar por contra-atacar não basta. Taison sair correndo desvairadamente com a bola nos pés não vai adiantar bulhufas. Sem Nilmar, o Inter não tem ninguém que acompanhe o ritmo frenético do garoto. O alvi-rubro tem que transformar seus contra-ataques em ataques. Sair em velocidade, sim, mas saber dar o timming necessário para que Alcescandro se posicione na área e os meias possam se aproximar do ataque. Para ser incisivo na partida de hoje, se deve saber diferir velocidade de pressa e alucinação inócua.

Tenho uma convicção, enfim: dá pra fazer o crime. O Inter estará desfalcadíssimo, de peças chave de seu time. Mas ess tipo de adversidade geralmente faz o colorado se agigantar (Fernandão, Gabiru, sangueira de Índio, lembram?). Afinal, gigante o Inter é. E gigante o Inter será esta noite.

Nenhum comentário: