quarta-feira, 13 de maio de 2009

Valeu

O Inter empatou no Maracanã com o Flamengo. Esperava muito mais do Inter. Entretanto, o time colorado entrou em campo com uma proposta de jogo defensiva. Entrou para segurar o Flamengo e tentar uma estocada ou outra no ataque. Dentro dessa proposta, a equipe comandada por Tite foi bem-sucedida. No geral, há pontos negativos e pontos positivos a serem ressaltados.
Do ponto de vista negativo, fica, primeiramente, a postura colorada em campo. Talvez o time do Inter tenha tido um surto de humildade descabida, e, como quem não sabe do que é capaz de fazer, praticamente abdicou do ataque. Taison preocupa. De novo, jogou um pouco menos do que nada. Isso prova que esse jogador ainda não merece o rótulo de fora-de-série. Foras-de-série, na atual equipe do Inter, apenas D'alessandro e Nilmar. Taison ainda terá de comer uns bons pratos de feijão pra alcançar esse patamar.
De positivo, inevitavelmente tenho que ressaltar Lauro. Jogou demais, saiu providencialmente do gol diversas vezes, e fez uma defesa monumental, incrível, miraculosa, em chute de Ronaldo Angelim, no primeiro tempo. Bolívar defensivamente jogou muito bem, dentro de suas limitações para a lateral. A dupla de zaga foi bem, embora Álvaro tenha cometido faltas em excesso. Guiñazu foi o monstro de sempre. Que espetáculo de jogador. E Sandro provou que joga demais. É um volante de extrema qualidade. Como joga bola esse Sandro!
O resultado em si, quando considera-se o regulamento, foi ruim. Empate agora, grosso modo, é flamenguista. O Inter fica obrigado a ganhar no Gigante. Qualquer gol que tomarmos no Beira-Rio criará um Deus-nos-acuda. É o risco e a opção de Tite repercutindo na partida da volta. Tomara que o nosso treinador tenha sido sábio ao armar um time que não buscou gols fora de casa. Tomara.

Nenhum comentário: