quarta-feira, 15 de abril de 2009

O novo T10

A linha T10 passou a ser operada, a partir do dia 13 de abril, segunda-feira, por outros consórcios (Unibus e STS), saindo das mãos (ou garras) da Carris. Não peguei suficientemente o ônibus nessa nova era para afirmar se melhorou ou piorou, até mesmo porque a mudança recém está em sua primeira semana. Mas pelo menos aparentemente melhorou. Pode ser puro e simples efeito psicológico. Ainda me falta pegar tal linha naqueles horários mais danados. Aí é que o bicho pega. Aí é que eu quero ver.
Espero, e aí creio que esteja falando em nome do restante dos usuários do T10, que haja mais respeito com os passageiros, por parte de Unibus e STS. E, fique claro, não me refiro a recursos humanos. Tanto os motoristas quanto os cobradores da Carris, de forma geral, são extremamente competentes e atenciosos para com os usuários. Mas, convenhamos, o desrespeito da Carris e sua política junto à linha T10 sempre foi evidente. Os usuários das demais linhas universitárias operadas pela empresa também sofrem bastante. Entretanto, o caso da referida linha sempre foi o mais gritante.
Tudo começa pela periodicidade. Durante o dia, nos horários "normais", os 20 minutos de espaçamento são bastante razoáveis. Porém, nos horários de pico, beiram ao absurdo. Mais do que isso, os ônibus em piores condições eram destinados à linha T10. Logo, não eram pouco frequentes as quebras. E então, os 20 minutos viravam 40. O ônibus, que já vinha escandalosamente lotado, virava uma distribuição seres vivos/área de dar inveja aos galináceos de aviários de produção em escala industrial.
Sinceramente, não sei se vai melhorar muito a partir de agora. Sou um pouco cético em relação a empresários da área de transporte coletivo. Afinal, são os mesmos que aumentam desavergonhadamente o valor das passagens em todo início de ano. Mas torço de verdade para que o serviço prestado pela linha e seus novos consórcios dê um salto de qualidade. Afinal de contas, os usuários do T10 são tão seres humanos quanto os usuários do Auxiliadora. Os moradores das zonas suburbanas são tão gente quanto as pessoas das áreas nobres da cidade. Adequar as linhas às respectivas demandas e necessidades das diferentes áreas de Porto Alegre seria um bom começo, um tanto racionalizável e coerente. Mas não corresponde aos interesses das empresas. Deixo isso, então, para quem acredita em coelhinho da páscoa e imortalidade...

3 comentários:

karolinedepp disse...

Realmente melhorou. Pena que semana que vem (29/03) a linha volta para a carris. Junto com a tão conhecida espera e o "apertamento".

Guilherme Madeira disse...

T10 é uma das linhas que mais têm mudado de empresa nos últimos anos:

desde o lançamento em 2001 até abril/2009: Carris
abr/2009 - mar/2010: Unibus
mar/2010 - mar/2011: Carris
mar/2011 - fev/2012: STS
fev/2012 - presente: Carris.

Vamos ver até quando... É a chamada "compensação de linhas", que acontece com linhas que não têm tanto lucro a fim de poder equilibrar o sistema e manter a tarifa única dos Ônibus.

Bruno Mello Souza disse...

Exatamente isso, Guilherme.

E teve uma fase aí no meio do caminho que era da Conorte, também (essa época junto da STS).

Quando a Unibus esteve com o T10, foi a época em que a linha estava melhorzinha.

Abraços.